domingo, 2 de janeiro de 2011

Opções...

Até que ponto é possível fantasiar um sentimento? Fongir estar ou fingir não estar sentindo algo? Enganar os outros ou enganar a si mesmo? É sempre uma confusão, os psicologos diriam que muitas vezes é apenas uma “projeção”, mas sempre nos perguntamos, essa pessoa é assim mesmo? Dessa forma que eu imagino que ela seja? Ou estou fantasiando? É aí que a coisa realmente complica, começa a ficar perdido, não sabe como agir, não acredita mais em seus próprios pensamentos.
O que fazer para consertar isso? Pode tirar a história a limpo ou deixar que isso simplesmente passe com o tempo, as duas soluções são ruins, a primeira ocorre o que:
Ou irá se arrepender de ter tirado a história a limpo e ter percebido que era apenas uma projeção mesmo e isso irá encomodar por um tempo, ou vai descobrir que não e então um não será muito mais dolorido ainda.
Na segunda opção, pode demorar muito para passar, enquanto isso vai doer. E como o caso não será resolvido, pode ocorrer de um dia voltar para novamente perturbar.
A chance de ocorrer é baixa, mas sendo otimista, seguindo a primeira opção, descobrindo que não é projeção e  ainda recebendo um sim, aí meu amigo(a), há uma chance de felicidade. E afinal o que nós procuramos nessa vida?
Mesmo assim a dúvida ainda estará presente em nós!

sábado, 1 de janeiro de 2011

Vida Nova!?!?

Começou o ano e muitos falam... "Ano novo, vida nova"

Quer dizer então que os problemas que tínhamos até ontem se resolveram com o fogos de artifício? Eu vejo da seguinte forma, ontem meu contrato de professor da rede de ensino público do estado do paraná foi quebrado, tá aí, vida nova ,estou novamente desempregado, ou então estagiário se preferirem (estou em dúvida na preferência ainda) acordei animado hoje, pensei vamos dar um jeito nas coisas, daí achei que seria bom começar pela gaveta da mesa, que vacilo, já desanimei e percebi que eu sou o mesmo de ontem! O carro está sujo o quarto uma zona e a vontade de mudar isso? Cadê?

O fato é: agora vai começar a jornada do ano inteiro novamente, em outras palavras as coisas não mudaram muito mas eu consigo ver nas pessoas um pouco mais de esperança do que o que eu via lá pelo dia 15 de dezembro. Isso é realmente bom! Está certo vou ter que concordar um pouco, o gosto do ano novo é realmente bom, pena que passa tão rápido.